Ser menos substituível

há muito tempo, em uma galáxia muito distante, a Outra Significativa (minha companheira) era uma pessoa-que-trabalhava-em-prédio.

um pouco insolente, ela vivia pedindo aumento. um dia, a chefa olhou para ela e disse:

“olha aqui, menina, o seu trabalho eu arrumo vinte que fazem igual. ninguém é insubstituível!

aquilo calou fundo. a chefa estava coberta de razão.

o mais sensato seria ter tomado consciência de sua insignificância, metido o rabinho entre as pernas e nunca mais pedido aumento.

já a Outra Significativa decidiu que nunca mais seria substituível.

* * *

hoje em dia, tanto eu quanto ela não temos nenhum vínculo empregatício ou institucional. ganhamos nosso dinheiro exclusivamente vendendo nosso serviço & nossa experiência, nossa produção e nosso conhecimento, para pessoas que nos acompanham & nos admiram, que querem consumir o nosso trabalho PORQUE é o nosso trabalho.

então, de manhã cedo, quando acordamos com preguiça, quando não estamos com vontade de levantar, quando imploramos para o outro nos deixar dormir mais um pouco, ouvimos sempre a mesma resposta:

“não dá pra você não ir. as pessoas pagaram para TE ver. pelo SEU trabalho. você é insubstituível. agora, aguenta!”

Compartilhe esse post:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no tumblr

Um pouco mais sobre o editor...

Airton Maia

- Fundador & Editor

Oi! Sou Airton Maia, gosto de compartilhar o bem, sou um entusiasta embora sou horrível para escrever, esse foi o intuito desse blog, tentar evoluir e ajudar outros a pensarem diferente cada um no seu tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *