0b5fd49af1d66c77afb954093654c467

Se você tem depressão, você deveria ler esse texto

Seja você o reflexo do seu espelho, e seja você a dar a vida a sua alma

Já teve aquela sensação de estar rodeado por pessoas e mesmo assim se sentir só? De ter expressado algo que sentia e a outra pessoa só entender aquilo que lhe convém? De falar repetidas vezes como determinadas atitudes te incomodam e sempre ter alguém disposto a desacreditar? Sobre falar de angústias e inseguranças e aqueles a quem mais você ama sempre invalidarem tudo aquilo que você falou?Isso não é uma novidade pra quem vive algum transtorno psicológico. Mesmo que incansáveis vezes os meios de comunicação tenham falado a respeito e mesmo que existam centenas e milhares de casos de suicídio, com o tempo, isso vai esfriando na cabeça das pessoas e se torna algo do passado. Como pode se tornar algo do passado para quem vive isso todos os dias?

SINTO VERGONHA DE CONTAR PARA AS PESSOAS QUE TENHO DEPRESSÃO

Por mais estranho que pareça, isso é o mais comum de toda pessoa que carrega um transtorno psicológico: o medo do que as outras pessoas vão pensar. E não que seja errado pensar isso, mas no mundo — não se encaixa apenas em um lugar ou país — em que vivemos, onde estamos inseridos, somos bombardeados por julgamentos e pré-conceitos que não temos nem a chance de nos defendermos. O mundo é tão hostil e tão invalidador que na primeira chance de abrir a boca ele já nos cala com um simples ‘não’. Difícil é todos os dias estampar um sorriso no rosto enquanto por dentro está despedaçado. Sentir que não tem voz, mesmo que ao abrir a boca saiam alguns sons. Deitar na cama, chorar e saber que no outro dia vai ser mais uma encenação do que deveria ser uma vida real e transparente.

TODO MUNDO FALA QUE É FRESCURA

Em pleno século 21, com todas as informações que temos, com a facilidade que temos em aprender sobre coisas e pesquisar outras centenas de coisas, existem pessoas — e em sua maioria — que são ignorantes a esse ponto. Não existe mais a possibilidade de aceitar o famoso “eles viveram em outra época”. Desde o século 19 distúrbios mentais já foram reconhecidos como doenças, e desde 1860 a palavra ‘depressão’ já passa a aparecer nos dicionários médicos. Então qual seria a justificativa para ser boicotado pela ignorância do outro? Será que não existem livros, relatos médicos e de pacientes, artigos, vídeos e textos suficientes para que essa “frescura” seja compreendida e humanizada como deve ser? Pessoas se matam todos os dias porque ninguém soube escutar e dar a devida importância para um pedido desesperado de ajuda.
Será que hoje em dia aqueles que têm depressão devem se adaptar aos costumes e a falta de empatia daqueles que não sentiram na pele o que é lidar com um distúrbio mental? Bom, fica o questionamento.

ME SINTO UM PESO PARA AS PESSOAS

Essa é uma parte muito difícil quando você deixa de ter a total independência da sua vida: o fato de depender principalmente dos seus pais para tomar algumas decisões. Talvez essa seja uma das piores partes para quem sempre teve a opção de ir e vir. Mas não é totalmente aí que se instala o problema. Algumas pessoas acreditam que pelo simples fato de ter te ajudado durante algum tempo, te faz ser refém daquela ajuda eternamente, ou seja, você sempre, em toda a sua vida terá de ser eternamente grato por aquilo. Como se aquela pessoa tivesse cumprido a cota de boa ação no mundo. E isso pode te fazer acreditar que esse tipo de pessoa só teve a intenção de embarcar como carona no seu problema para ganhar o prêmio de boa ação.
É importante ressaltar que pessoas específicas em sua vida estão lá por você, e independente de quanto tempo leve, sempre estarão lá para te apoiar e te ajudar porque simplesmente amam você. Então aceite essa ajuda, e sinta-se privilegiado por ter pessoas que se importam verdadeiramente com você.

MAS ELA NÃO ESTAVA BEM?

A outra parte que ninguém sabia: depressão não é um braço quebrado. Isso mesmo! Não fique sentado esperando que a depressão dure uma semana ou um mês. O processo aqui vai ser longo, mas não se preocupe, quem passa por ele é quem tem depressão. E só essa pessoa que vai sentir o desgaste emocional e físico desse longo processo. E mais uma coisa, não existe tempo pré-determinado, isso significa que tudo vai depender de incertezas. Nesse processo tudo é uma nova descoberta. A impressão que a sociedade passa é de que você não pode ao menos se sentir um pouco melhor, porque isso aparenta sinal de 100% de melhora para os outros. E então na sua cabeça fica a sensação de que não se pode aparentar estar melhorando, senão todo mundo vai deixar de acreditar no que você tem. Que corda bamba é essa? Morre ou finge de morto?

ACHO MELHOR TERMINARMOS PORQUE ESTOU TE FAZENDO MAL

Quem nunca ouviu isso apenas por ter um relacionamento íntimo com outra pessoa? Agora imagine ouvir isso do seu parceiro quando você tem algum transtorno psicológico. Por esse e outros motivos, milhares de pessoas preferem esconder suas angústias e aflições do que compartilhar isso, porque a chance de não ser compreendido é muito maior do que ser acolhido por quem você acreditou se importar com você. Entramos também no âmbito da vitimização que essas pessoas fazem, fazendo você acreditar que o culpado de todos os problemas é você, mas nesse caso sabemos que o seu distúrbio mental é em sua maioria o grande responsável. Se uma pessoa que já está com você há algum tempo não consegue compreender a seriedade do assunto em questão, imagine começar tudo do zero com uma pessoa que não te conhece? E assim a probabilidade de se fechar para novos relacionamentos é muito grande. A pessoa vai se fechando cada vez mais nos seus problemas psicológicos e acreditando cada vez mais que ninguém irá querer se relacionar com alguém que toma remédios para depressão e todo mês tem consulta com um psiquiatra.

PSICÓLOGO PRA QUÊ?

Sério mesmo que nos dias atuais pessoas ainda questionam a importância de um psicólogo? O primeiro ponto é que você não precisa ter necessariamente um transtorno mental para fazer terapia, mas sim que algumas questões mal resolvidas com você mesmo te dá a chance de serem solucionadas com um profissional especializado nisso.
Hoje em dia, nesse mundo caótico em que vivemos, todas as pessoas precisam se consultar com um profissional da área, tanto para ter uma saúde mental equilibrada quanto para não desenvolver um transtorno mental.
Estatísticas da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que o Brasil lidera a taxa de países com maior índice de pessoas com transtorno de ansiedade, atingindo a marca de 9,3% da população. E baseando-se nesse quadro podemos deduzir que dificilmente as pessoas apontadas nessa estatística realmente procuram ajuda. Alguém ainda tem alguma dúvida sobre a importância de um psicólogo?

PSIQUIATRA? VOCÊ É LOUCO?

Bom, se o simples fato de ir ao psicólogo gera um alvoroço entre as pessoas que convivem com você, imagina então quando as pessoas descobrem que você toma remédios? É, realmente a vida é meio complicada para quem decide ter algum distúrbio mental.
Hoje, o medo de se tomar remédios controlados é tão grande que as pessoas preferem evitar serem tratadas como deveriam, e optam por tentar conviver com aquilo como se não fosse algum problema. E na realidade é algo que deve ser considerado como um problema grave, pois se você começa com um transtorno de ansiedade, isso não demorará para se tornar uma depressão, um transtorno bipolar, um transtorno de personalidade e por aí em diante.
O grande problema hoje em dia, é que as pessoas se baseiam muito em filmes — sim, as pessoas acham que tudo aquilo é real — ou até num quadro clínico de algum parente ou conhecido, e tomam aquilo para si. Vejamos bem, um psiquiatra leva muito tempo para então diagnosticar o que realmente aquela determinada pessoa tem, e de acordo com as reações que aquela pessoa apresenta ao tomar as medicações o médico pode então adaptá-las a necessidade do paciente. Ou seja, cada caso é um caso.

Existe um vazio que só pode ser preenchido por você, de você para você mesmo. Muitas vezes ainda será incompreendido, rejeitado e excluído. Porém, existe algo muito maior do que tudo que possa vir a acontecer, e isso é a soma de todo o aprendizado que você vem construindo com o tempo e com toda a vivência obtida de um transtorno mental.
O mundo muitas vezes pode te fazer acreditar que não exista um lugar para você, mas você não precisa de um espaço quando ele está dentro de você: seus sonhos, seus projetos, aqueles a quem você ama, e tudo aquilo de bom que você nutriu até aqui.
Pense como eles pensam, mas não faça como eles fazem. Sempre olhe para frente, mas nunca rejeite quem foi no passado. Chore, mas não esqueça que a recompensa será um sorrio. Siga sempre em frente, olhe para o alvo, pois é ele quem você deseja conquistar.

Compartilhe esse post:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no tumblr

Um pouco mais sobre o editor...

Airton Maia

- Fundador & Editor

Oi! Sou Airton Maia, gosto de compartilhar o bem, sou um entusiasta embora sou horrível para escrever, esse foi o intuito desse blog, tentar evoluir e ajudar outros a pensarem diferente cada um no seu tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *