Por Airton Maia

Todos os dias de nossas vidas vamos travar uma batalha diária, seja ela fácil ou difícil, muitas das vezes perdemos por um motivo… o MEDO.

É natural sentir medo, ele não é tão ruim assim como parece, aliás sem ele talvez hoje eu não estaria escrevendo esse texto, sem o medo você não saberia distinguir situações perigosas. Lembre-se sempre, o medo faz parte de você e não você dele.

Muitas das vezes deixamos o medo nos dominar, é como receber um presente, se alguém te dá algum presente ele só será seu se você aceitar, é mais ou menos como funciona o nosso dia-dia, não deixe que o medo te domine, temos que manter ele na faixa da normalidade, pois já ouvi dizer que corajoso não é quem não tem medo, e sim quem segue em frente apesar do medo.

Na minha pequena experiência me permitiu enxergar as oportunidades que deixei passar por não me enfrentar em determinadas situações, e hoje chego a conclusão que os “monstros” que eu criava não era tão assustadores como eu pensava.

E fazendo um inventário sincero de mim mesmo, chego a conclusão que 80% dos meus medos não eram reais. Era apenas a minha mente mágica tentando me pregar peças.

Felizmente vamos ter que conviver pelo resto de nossas vidas nesse turbilhão de emoções e sentimentos, temas apenas que ter coragem para nos enfrentar todos os dias, e sabedoria para identificar quando é apenas o Medo falando mais alto.

Somos seres simples que de tão simples, nos tornamos complexos. O medo me faz mudar continuamente mesmo quando eu quero permanecer estático.

E para fechar um trecho de um autor desconhecido:

Somente quando a Dor de continuarmos os mesmos for maior que a dor da Mudança, ai Mudamos!