como-conviver-com-dois-lobos-em-casas-b

É natural sentir medo, ele  pode ser  bom e ruim, o mesmo faz parte de você e não você dele , não deixe que o medo te domine como um todo pois nada nos domina sem a nossa permissão, você tem que mante-lo  na faixa da normalidade pois corajoso não é quem não tem medo, corajoso é quem segue em frente apesar do medo.

A minha experiência permitiu que eu enxergasse as oportunidades que deixei passar por não me enfrentar e depois de um tempo cheguei a conclusão que 90% dos meus medos não eram reais. 

Intendo que vou conviver com o medo durante a minha vida, hoje possuo coragem para enfrentar, e sabedoria para distinguir quando é apenas minha loucura.

Somos seres simples que de tão simples, nos tornamos complexos. O medo me faz mudar continuamente mesmo quando eu quero permanecer estático.

Escrito em 2014

Fonte: Por Airton Maia

Compartilhe esse post:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no tumblr

Um pouco mais sobre o editor...

Airton Maia

- Fundador & Editor

Oi! Sou Airton Maia, gosto de compartilhar o bem, sou um entusiasta embora sou horrível para escrever, esse foi o intuito desse blog, tentar evoluir e ajudar outros a pensarem diferente cada um no seu tempo.

Uma resposta

  1. Também sinto medo. E como muitas outras coisas, acredito assim como você disse, Airton Maia, que ele pode ser bom ou mau, já pensei que podia controlá-lo escolhendo melhor meus sentimentos, até mesmo minhas atitudes e ações.
    Minha perspectiva hoje é que o medo é parte da vida, e muito pode perder aquele que se fizer indiferente a ele, pois existe, assim como o seu paradoxo, a coragem.
    Fazendo um tipo de analogia, talvez sejam como um ator principal e um coadjuvante atuando em conjunto e alternando em protagonismo para evidenciar o outro.
    Hoje manter a sincronia “perfeita” entre seus papeis é também um dos meus grandes desafios.
    Pois, sem duvida a coragem não é a ausência de medo, mas seguir em frente apesar do medo e para isso o medo vai evidenciando a coragem, e a coragem vai evidenciando o medo.
    Dessa forma, penso que podemos ter bons frutos de ambos os sentimentos, afinal sentimentos tem como dom natural, a nobreza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *