Fé e Evolução!

como-manter-a-fé-1024x576

Ao traçar nossos objetivos a serem alcançados, não nos esqueçamos de manter viva uma comunhão permanente com o Divino.

É  tempo de renovação. É tempo de renovar a esperança e retomar o que começamos e não terminamos, a procurarmos entender e a sentir a vida nas formas que nos rodeiam e percebermos Deus que se manifesta em todas essas formas.

Possuindo o homem em si a divindade e dotado de livre arbítrio, ele inicia mais um ciclo de vida a caminho da evolução. Isso por que quando Deus criou seu Universo, teve um plano e esse plano é a evolução, e por Amor Ele expandiu sua consciência. Por isso dizem as escrituras: “Nós somos Ele e fomos feitos á sua imagem e semelhança”. Possuímos, portanto todas as suas qualidades, porém suscetíveis de desenvolvimento.

A comunhão com Deus numa base pessoal nos permitirá conquistar uma fé forte e profunda para concretizar este propósito. Portanto, é também o momento de prometer a retomada da fé, principalmente àquelas pessoas que por um motivo ou outro se viram desprovidas desse instrumento tão importante no caminho da evolução.  Isso porque a fé em Deus renova, em todos os momentos, toda energia do corpo e do espírito. É um laço que une o espírito ao seu Criador. Ele desperta todos os sentidos que levam o homem ao bem.

A pessoa que crê não é movida pelas coisas que vê ou ouve, mas pelo que sente. Movidos pela fé, fazemos o que precisa ser feito e acreditamos que as possibilidades estão latentes em cada um de nós. Conheço pessoas que costumam dizer que perderam a fé. Eu digo que a fé não vai procurar estas pessoas, mas elas devem procurá-las no seu íntimo e se o fizerem com sinceridade e humildade, com certeza a encontrarão.

A fé não deve ser imposta, não se prescreve ela é algo que se adquire e independe desta ou daquela religião. A fé transporta montanhas. Que são as dificuldades, as resistências, a dúvida e a descrença em nós mesmos e na Divindade. Usemos a comunhão e a fé a serviço do nosso caminhar, alicerçados na sabedoria e na compreensão do todo, com a certeza de que estamos trilhando o caminho correto, por que a obra de Deus não apresenta lacunas.

Ao traçar nossas metas é importante reconhecer o caminho que estamos fazendo para chegar aonde desejamos, porque não podemos semear trigo acreditando que podemos colher centeio. Identificar o caminho que estamos seguindo é fundamental quando decidimos trilhá-lo com sabedoria para concretizar o plano divino. Essa regra perdura para o crescimento pessoal e espiritual. Sucesso a todos nesta caminhada evolutiva!

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp