Por que é preciso perdoar até quem não merece

o_poder_do_perdao_1__2013-07-24131104-1024x624

Durante a infância, os pais obrigam os filhos a perdoar. Por exemplo, quando o filho do vizinho tomava seu brinquedo, era obrigado a lhe pedir desculpas. Mas isso não resolvia nada. De qualquer forma, você era capaz de guardar rancor por um bom tempo. Na vida adulta, esperamos ouvir pedidos de desculpas que, na maioria dos casos, nunca chegam.

Até mesmo quando alguém nos pede perdão, sempre acabamos relembrando o que aquela pessoa fez, como uma prova da história vivida em comum. Carregamos o peso de termos sido ofendidos durante toda a vida. E, depois de cada pessoa equivocada, esse peso fica cada vez maior, tão grande que não nos permite viver em paz.

Mas há aqueles que sabem perdoar até mesmo as pessoas que sabidamente não merecem, pois sabem que:

Perdoar ajuda a seguir em frente

Não perdoar significa guardar rancores, desprezo e ressentimento. Significa segurar a dor em seu interior. Constantemente, aqueles momentos que nos machucaram passam pela nossa mente como se fossem um filme, numa repetição que nos impede de manter o foco em algo mais agradável e prazeroso.

Você precisa do perdão em primeiro lugar

É disto que se trata. Acreditamos que a outra pessoa é quem precisa do nosso perdão. Que isso tiraria um peso dos nossos ombros. Mas, na verdade, somos nós que precisamos perdoar. Sem o perdão, não conseguimos seguir em frente. Perdoe para deixar o passado para trás e manter as atenções no presente e no futuro.

O perdão deve ser para todos

Não só para aqueles que o pedem. Do contrário, o que acontece? As pessoas fortes perdoam até quem não merece perdão. Do contrário, os rancores escondidos serão refletidos nas pessoas que estão ao seu redor, transformando-se num trauma e num complexo, numa eterna desconfiança com relação aos outros.

Perdoar significa deixar para lá

Só perdoando, você é capaz de se reconciliar com seu passado, de forma que ele não prejudique nem afete seu futuro. Quando você deixa o passado e a dor provocada em seu devido lugar, acaba dando espaço para novas emoções e sentimentos.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp