Aurora borealis and silhouette of the tree on the hill. Aurora. Northern lights. Sky with stars and green polar lights. Night landscape with bright aurora, tree, starry sky. Space background. Concept

A estrelinha verde da esperança

Havia milhões de estrelas no céu. Estrelas de todas as cores: brancas, prateadas, verdes, douradas, vermelhas e azuis.
Um dia, elas procuraram Deus e lhe disseram:

“Senhor Deus, gostaríamos de viver na Terra entre os homens”.

“Assim será feito”, respondeu o Senhor. “Conservarei todas vocês pequeninas como são vistas e podem descer para a Terra”.
Conta-se que, naquela noite, houve uma grande chuva de estrelas. Algumas se aninhavam nas torres das igrejas, outras foram brincar de correr com os vaga-lumes nos campos; outras se misturaram aos brinquedos das crianças e a Terra ficou maravilhosamente iluminada. Porém, passando o tempo, as estrelas resolveram abandonar os homens e voltar para o céu, deixando a Terra escura e triste.

“Por que voltaram?” Perguntou o Senhor, a medida que elas chegavam ao céu.

“Senhor, não nos foi possível permanecer na Terra. Lá existe muita miséria e violência, muita maldade, muita injustiça”…

E o Senhor lhes disse:

“Claro! O lugar de vocês é aqui no céu. A Terra é o lugar do transitório, daquilo que passa daquele que cai, daquele que erra, daquele que morre, nada é perfeito. O céu é lugar de perfeição, do imutável, do eterno, onde nada perece”.

Depois que chegaram todas as estrelas e conferindo o seu número, Deus falou de novo:

“Mas está faltando uma estrela. Perdeu-se no caminho?”

Um anjo que estava perto retrucou:

“Não Senhor, uma estrela resolveu ficar entre os homens. Ela descobriu que seu lugar é exatamente onde existe a imperfeição, onde há limite, onde as coisas não vão bem, onde há luta e dor”.

“Mas que estrela é essa?” Voltou Deus a perguntar.

“Por coincidência, Senhor, era a única estrela desta cor. A estrela verde, a cor do sentimento da esperançar”.

E quando então olharam para a Terra, a estrela já não estava só. A Terra estava novamente iluminada, porque havia uma estrela verde no coração de cada pessoa. Porque o único sentimento que o homem tem e que Deus não tem, é a Esperança. Deus já conhece o futuro, e a esperança é própria da natureza humana. Própria daquele que cai, daquele que erra, daquele que não é perfeito, daquele que ainda não sabe como será o seu futuro.

Fonte: Autor Desconhecido

Compartilhe esse post:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no tumblr

Um pouco mais sobre o editor...

Airton Maia

- Fundador & Editor

Oi! Sou Airton Maia, gosto de compartilhar o bem, sou um entusiasta embora sou horrível para escrever, esse foi o intuito desse blog, tentar evoluir e ajudar outros a pensarem diferente cada um no seu tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *